3 de março, 2012

Pipoca doce colorida

Olha só, eu postando novamente em menos de uma semana! isso é novidade por aqui…rsrsrs. Escolhi uma receitinha simples, que a minha tia pegou num desses programas culinários que passam pela manhã na tv. Achei legal a possibidade de brincar com as cores da pipoca…e poder enfeitar uma mesa de aniversário por exemplo!

Aqui foi feito em verde e amarelo, e pode-se deixar pronto de véspera, embalado em saco plástico bem fechado para não murchar…prático, não?

Foto by Rejane Tozaki

 

Ingredientes: use como medida uma xícara de café

  • 02 medidas de milho para pipoca (havia escrito 01 medida, quando o certo são duas!)
  • 02 medidas de açúcar
  • 01 medida de óleo de canola ou o que vc usa em casa (menos azeite, claro)
  • 01 medida de água filtrada
  • corante comestivel a gosto (pode-se usar o líquido ou pó), lembrando sempre que só um pouquinho é o suficiente para colorir.

Coloque tudo numa panela, mexa e leve ao fogo com a panela tampada. Mexa de vez em quando a panela tampada enquanto a pipoca estoura. Pronto! tudo bem simples, fácil, gostoso. Faz a alegria das crianças e dos adultos.

Escrito por Marcia Rosa
28 de fevereiro, 2012

Retrospectiva 2011

Categoria: Sem categoria

Olá pessoal!

Acho que não posso mais me considerar uma blogueira! Há tempos deixei de postar com a frequência que gostaria, e mesmo assim recebo uma média de 1.500 visitas por dia! No ínicio, apenas montei o blog com o intuito de postar as receitas que os meus clientes pediam….mas acabei me apaixonando pela blogsfera e fiz amizades, aprendi um bocado e vi aqui a possilbidade de ensinar um pouco do que sei. Aos poucos o blog foi tomando uma dimensão maior e ao mesmo tempo  precisei fazer uma reestruturação no meu restaurante…muito trabalho, trabalho e …Paixão! Sem ela, não estaria há 20 anos num ramo tão desgastante. Aqui vai um pouco do meu trabalho em 2011….Gostaria de esclarecer que todas as perguntas feitas nos comentários serão respondidas aqui, pois realmente o tempo não me permite responder em e-mail as dúvidas dos leitores. Sou muito grata pelos comentários, elogios, perguntas, enfim…vou continuar firme no meu propósito de poder compartilhar um pouco da minha experiência!

Ah, sim! não estranhem os sapatinhos e luvinhas de tricô….como sou ligada no 220, esse é o meu “passatempo”nos raros momentos em que fico em frente à tv. Fiz para o bebê da minha funcionária que nasceu em outubro passado….achei tão lindinho que resolvi colocar para vcs verem, rsrsrs.

Acima, um painel que fiz para o restaurante no final do ano passado…é bem grande, fica bem visível no salão, já que alguns clientes nem sabem que fornecemos nossos doces sob encomenda!

Escrito por Marcia Rosa
3 de novembro, 2011

Focaccia

Categoria: entrada, pães

 

Esta focaccia foi feita pela minha funcionária expert em massas…Na realidade é uma massa que usamos em esfihas, pães e focaccia que nada mais é do que uma massa levinha feita inteira na assadeira, besuntada com azeite extra virgem, salpicada de alecrim e sal grosso. Nesta versão, colocamos tomatinhos cerejas e manjericão fresco. Não usei o alecrim pois adoro o perfume e sabor do manjericão! Depois de assada, pode ser cortada e recheada como sanduiche…Nós servimos assim, quentinha e comida com as mãos como entrada de um jantar informal, com um pires de azeite “comunitário” partilhado com todos os convidados.

Ingredientes:

  • 1 kg de farinha de trigo
  • 3/4 xic de chá de açúcar
  • 25gr de fermento seco para pão
  • 1colher de sobremesa de sal
  • 5 ovos inteiros (se for ovos grandes, use apenas 04)
  • 03 colheres de sopa de óleo canola ou azeite
  • 2 colheres de sopa de manteiga ou margarina em temperatura ambiente
  • 01 copo de yogurte natural
  • 300 ml de leite aquecido
  • mais ou menos 01 xic de chá de azeite para untar a assadeira e esticar a massa
  • Recheio à escolha: tomatinho cereja, folhas de manjericão ou sal grosso com alecrim fresco

Modo de preparo.:

Primeiro aqueça o leite até o ponto de fervura e coloque em uma vasilha ou bacia grande. Coloque o yogurte natural e mexa bem. Essa mistura deverá ficar MORNA. Coloque então o açúcar, o fermento seco e deixe a mistura descansar até o fermento começar a agir. Cerca de 15 a 20 minutos dependendo da temperatura ambiente.

Agora pegue esta bacia e vá acrescentando aos poucos os outros ingredientes…os ovos, um a um, mexendo com a ajuda de uma colher…o fio de óleo, a manteiga ou margarina, o sal…por último a farinha de trigo Não coloque totalmente a farinha, deixe umas 200gramas para colocar se achar necessário. Esta massa não precisa sovar, mas é muito importante deixá-la crescer. O ponto da farinha é até começar a soltar no fundo, trabalhando sempre com a colher.

Cubra com um pano e aguarde o crescimento que deverá dobrar o volume.

Esta é uma receita grande, deverá dar umas duas assadeiras retangulares de 25 x 40 cm.. Passe azeite na assadeira, divida a massa com a mão, coloque na assadeira, regue mais azeite e com “as mãos” vá abrindo a massa delicadamente.. Ela ficará com uns 02 cm de altura. Coloque então tomatinho cereja cortado ao meio, salpique um pouco de sal grosso, folhas de manjericão. Leve ao forno aquecido a 200 graus até corar. O tempo vai depender do forno. Sirva morno

É uma ótima entrada para o Natal. Aliás já estou em ritmo louco de final de ano….Vamos ver se consigo postar aqui as idéias de sobremesas para o Natal e tudo que possa ser preparado antecipadamente e ir ao freezer…legal, não?

 

Escrito por Marcia Rosa
16 de outubro, 2011

Rolinho de abobrinha com ricota e molho de hortelã

Uma leitora do blog me pediu esta receita que por sinal estava devendo! Basicamente é simples, facil de fazer se vc tiver a sorte de comprar as abobrinhas já fatiadas. É uma receita sem medidas, mas nada que possa dar errado.

As abobrinhas precisam ser fatiadas bem finas em uma mandoline, na faca elas ficam grossas. Como são delicadas, elas passam por dois processos…

  • colocar as abobrinhas fatiadas em um bowl e jogar 01 colher de sobremesa de sal e cobrir com água fervente. Deixar elas “murcharem”. O sal dá sabor e retira o amargo do legume.
  • Escorrer em uma peneira e jogar água filtrada para resfriarem. Depois de fria e escorrida, recheie cada fatia com um pouco de  pasta de ricota e enrole delicadamente. O recheio vai na ponta (01 colher de chá), sem espalhar. Aí vc enrola com cuidado e coloca já no prato que vai servir. Pena eu não te fotos para demonstrar este passo…

Pasta de ricota

  • ricota fresca
  • requeijão
  • azeite, sal, hortelã freca picada

Normalmente um pacotinho de ricota vem cerca de 500 gramas…use apenas a metade e amasse com ajuda de um garfo. Sem medidas exatas, coloco um pouco de requeijão e tempero com sal, azeite, hortelã….deve ficar pastoso mas firme.

Por cima coloco o molhinho de yogurte somente na hora de servir.

Molhinho de yogurte

  • 01 copinho de yogurte natural
  • 01 colher de chá  rasa de açúcar
  • um fio de azeite
  • gotinhas de limão siciliano a gosto (se não achar e quiser colocar o limão tahiti, coloque aos pouquinhos, pois senão ficará muito ácido)

 

Escrito por Marcia Rosa
9 de outubro, 2011

Aula Chocolatria, turma 42

Acima, da direita para esquerda…bombons de doce de leite, de cheesecake amoras, fudge de chocolate com transfer, beijinos de coco, cupcakes.

Manusear chocolates é uma arte! apesar de fazer bolos e docinhos há tantos anos, o chocolate era para mim aquela tortura de sempre….uma loteria. Vez ou outra dava certo, às vezes arriscava até uns ovos de Páscoa…ora amava outras odiava o chocolate.

Até que deu certo de participar da aula da queridíssima Simone, amiga que conheci na blogsfera mas nunca arrisquei perguntar nada sobre o assunto. Aliás, quando nos vemos rimos muito e pouco falamos sobre bolos e chocolate :D

Ainda me lembro do dia em que o curso era ainda um “projeto” e ela imaginava se iria conseguir juntar a turma de 8 alunos….Um ano depois, muito sucesso, turma só para 2012 com fila de espera e muita coisa boa por vir!

O modelo de aula é bárbaro, todas nós colocamos a “mão na massa, ou melhor no chocolate”, ela apresenta de diferentes acabamentos, maneiras corretas de temperagem, segredinhos para facilitar o trabalho na hora de colocar o dito nas forminhas, recheios naturais (nada de bases prontas!), e muito mais…Tudo isso de forma muito real, que possa ser reproduzido em casa.

Na semana seguinte eu era responsável por uma mesa de aniversário de 15 anos e aproveitei para colocar a aula em prática.  Só usei chocolate, sem apelar para o fracionado e deu tudo certo! Todo mundo adorou, foi o maior sucesso.

Bem, só vou fazer uma ressalva….estes docinhos não vão fazer parte do meu folder….chocolate continua apenas para os amigos e familiares…Não dá para “abraçar” tudo…no restaurante já fazemos massas artesanais, sorvetes, bolos, sobremesas, tortas e claro, um bufê diário com uma infinidade de comidinhas.

Eu que já frequentei cursos e cursos, posso dizer…este da Simone vale cada centavo investido. Você vai passar um sábado inteiro aprendendo tudo sobre chocolate, com direito a lanchinho e tudo mais, conhecer pessoalmente a Diva, e levar muuuito chocolate para casa. (detalhe: tudo muito organizado e com caixas, não leve o seu “tuppeware”, ok?).

Prometo voltar com uma boa receita no próximo post….bjs!

 

Escrito por Marcia Rosa
1 de setembro, 2011

O melhor bolo de chocolate com Panna Cotta e cerejas frescas

 

Olá pessoal! Depois de uma longa ausência, estou aqui de novo para postar uma receitinha nada básica…..rsrs. Vi esta delícia na capa de uma revista italiana e pensei em reproduzi-la da minha forma.

Primeiro, precisava de um bolo delicioso de chocolate…nada de pão de ló, algo bem chocolático e nada melhor do que consultar minha amiga Simone.

A unica mudança na receita do bolo, foi colocar para assar em duas formas de fundo falso (25cm de diâmetro). Assim, usei duas partes de bolo sem precisar cortar ao meio.

A receita de Panna Cotta eu trouxe dos tempos de confeitaria no Japão, só fiz algumas adaptações para o paladar brasileiro. Para quem não conhece, é uma receita italiana originária do Piemonte que sozinha já é uma sobremesa, podendo ser servida com frutas ou calda de caramelo.

Eu aumentei a quantidade original de chantily da receita para dar este efeito no bolo, algo quase rústico…

As cerejas frescas comprei em promoção no Ceasa e apesar de não ser época, guardem a receita para fazer no final do ano que já está batendo na porta….

Bem, vamos lá

  • o1 receita de bolo tirada daqui, assada em duas formas (25cm) com fundo falso

Panna Cotta (adaptada)

  • 12 gramas de gelatina incolor diluidas em 05 colheres de sopa de água fria
  • 300 ml de leite comum integral
  • 100 gramas de açúcar
  • 200 ml de creme de leite fresco batido como chantily
  • 02 colheres de sopa de AMARETTO (licor de amêndoas), este não dá para substituir…
  • 02 claras
  • 02 colheres de sopa de açúcar

Modo de preparo:

Dissolva a gelatina com a água fria. Reserve.

Leve ao banho maria o leite com 100gramas de açúcar para aquecer. Coloque a gelatina dissolvida e mexa. Retire do banho maria e leve para resfriar na geladeira . Quando estiver frio, começe o preparo do chantily e das claras.

Bata o creme de leite como chantily junto do licor de amêndoas. Reserve.

Bata as claras em neve e junte as duas colheres de açúcar.

Junte delicadamente o chantily batido e as claras em neve na tigela do leite (que deve estar já começando a gelificar). Vai ficar como um chantily aromatizado de amêndoas.

Calda de cerejas frescas

  • 02 polpas congeladas de frutas vermelhas ou morango
  • 01 xic de chá de açúcar
  • 500 gramas de cerejas frescas lavadas

Leve ao fogo a polpa com açúcar e espere reduzir até começar a engrossar. Acrescente as cerejas e cozinhe por apenas uns 02 min. Retire do fogo e use frio.

Montagem:

Eu escorri um pouco da calda de cerejas e dilui com um pouco de água filtrada. Eu gosto de usar aqueles tubos plásticos (que vendedor de cachorro quente coloca catchup), para molhar o bolo. Um tubo com a calda é suficiente.

Coloque uma parte do bolo, molhe com a calda e coloque metade da panna cotta.

Repita a operação e por último acrescente as cereja

Escrito por Marcia Rosa
17 de maio, 2011

Docinhos de festa

Categoria: Sem categoria

Muitas pessoas que por aqui passam ficam em dúvida sobre o meu trabalho…bem, A Casinha é o nome deste blog e do meu restaurante por quilo. Por alguns anos fiz festas de aniversário e até casamentos, mas hoje meu foco está centrado apenas no almoço e nas encomendas de bolos e tortas salgadas.  Agora  também estamos entrando com uma linha de docinhos…Já fazíamos os tradicionais (beijinho, brigadeiro, cajuzinho, bicho de pé) e aproveitei que estava organizando uma festa para meu tio e resolvi criar novos docinhos que farão parte do nosso folder.

Em sentido horário: docinhos de damasco com chocolate branco e cobertura dourada, brigadeiro gourmet, docinho de doce de leite, ameixa e coco queimado e na última foto pães de mel recheado com doce de leite.

Esta festa foi para uma pessoa muito querida e curti muito organizar tudo. Minha tia e eu escolhemos as cores, alugamos os pratos e louças, escolhemos as forminhas dos docinhos. Minha prima fez os belíssimos arranjos de flores, inclusive copiou fielmente um arranjo da criativa Andréa Saladini que foi dado em aula.

O bolo fiz de doce de leite com ameixas coberto com coco fresco…( o preferido do aniversariante!). As forminhas compramos na Barradoce e as louças alugadas na Santa Festa.

Festa de japonês é assim…fartura e mistura! tinha sushis, tabule, massas e muito mais!

Uma mesa de sobremesa com torta de maçã, mousse de yogurte, pudim, sorvete com calda e torta de chocolate, frutas da estação…Bem, prometo voltar com uma bela receita no próximo post!

 

Escrito por Marcia Rosa
7 de maio, 2011

Pudim de leite condensado e coco queimado

Pudim não era exatamente a receita que gostaria de postar às vésperas do dia das mães…mas entre encomendas de bolos, tortas, pavês…não sobrou tempo nem para fotos! Também hoje trabalhei organizando um evento mais do que especial…um almoço para 90 pessoas onde vou lançar uma nova linha de docinhos.  Aguardem!

Por outro lado, pudim é sinônimo de casa de mãe…lembra a infância de todos nós e cada um tem um modo de preparar. Digo que por mais simples que seja, o pudim tem segredinhos para ficar bonito e gostoso. Minha receita é extra grande, mas nada impede de diminuir os ingredientes sem comprometer o resultado final.

Para calda:

  • 01  e 1/2 xic. chá de açúcar.

Usei a forma de 12cm altura, por 25cm de diâmetro. Coloco o açúcar diretamente na forma e levo ao fogo para caramelizar.

Para o pudim:

  • 10 ovos inteiros
  • 02 latas de leite condensado Moça
  • 900 ml de leite integral
  • 200 ml de leite de coco
  • 100 gramas de coco flocado queimado
  • 1/2 xicara de chá de açúcar.

Bata os ovos com leite condensado, leite de coco, açúcar no liquidificador. Coloque o coco e bata rapidamente apenas para agregar tudo.  Como a quantidade é grande, o leite não vai caber no copo do liquidificador. Coloque toda a mistura dentro da forma caramelizada, vá juntando o leite e mexa com uma colher na própria forma do pudim. Leve em uma panela grande com água e cozinhe tampado em banho maria por uns 35 min. Leia com atenção as dicas abaixo:

  • Use ovos frescos e em temperatura ambiente.
  • use leite pasteurizado, em temperatura ambiente e que tenha acabado de abrir.
  • Ao caramelizar a forma, eu gosto de deixar o caramelo num tom “mais do que dourado”, porém corre-se o risco do caramelo amargar, pois mesmo tirando do fogo, o açúcar continua a queimar. Por isso, deixo um recipiente com água fria em cima da pia e assim que tiro a forma do fogo, dou um “choque térmico” na forma de pudim.
  • Sempre aguarde o caramelo esfriar bem antes de colocar o pudim batido. Não precisa espalhar o caramelo pela forma.
  • Atenção na quantidade de água do banho maria. Se for demais, vai entrar dentro da forma quando começar a ferver. Faça o teste da quantidade de água antes de começar a receita.
  • Para saber se está bom, espete uma faca e esta deverá sair limpa. Este pudim termina de “firmar” depois de gelado.
  • Pudim feito em banho maria no forno demora muito mais, além de criar uma “crosta” assada. Mas se não tiver panela grande o suficiente, faça no forno e cubra com papel alumínio. Para agilizar, coloque água já fervendo na assadeira.

Bem, espero que com todas estas dicas, todos possam reproduzir a receita!

Quero aproveitar para deixar uma linda mensagem de dia das mães que recebi via e-mail, de autor desconhecido…mas se vc for mãe, vai se identificar muito com o texto.

Nós estamos sentadas almoçando quando minha filha casualmente menciona que ela e seu marido estão pensando em ‘começar uma família’. Nós estamos fazendo uma pesquisa, ela diz, meio de brincadeira:
‘Você acha que eu deveria ter um bebê?’
Vai mudar a sua vida’, eu digo, cuidadosamente  mantendo meu tom neutro.
‘Eu sei’, ela diz, ‘nada de dormir até tarde nos finais de semana, nada de férias espontâneas.. .’
Mas não foi nada disso que eu quis dizer.
Eu olho para a minha filha, tentando decidir o que dizer a ela.
Eu quero que ela saiba o que ela nunca vai aprender no curso de casais grávidos.
Eu quero lhe dizer que as feridas físicas de dar à luz  irão se curar, mas que tornar-se mãe deixará uma ferida emocional tão exposta que ela estará para sempre vulnerável.
Eu penso em alertá-la que ela nunca mais vai ler um jornal sem se perguntar ‘E se tivesse sido o MEU filho?’
Que cada acidente de avião, cada incêndio irá lhe assombrar.
Que quando ela vir fotos de crianças morrendo de fome, ela se perguntará se algo poderia ser pior do que ver seu filho morrer.
Olho para suas unhas com a manicure impecável, seu terno estiloso e penso que não importa o quão sofisticada ela seja, tornar-se mãe irá reduzi-la ao nível primitivo da ursa que protege seu filhote.
Que um grito urgente de ‘Mãe!’ fará com que ela derrube um suflê na sua melhor louça sem hesitar nem por um instante.
Eu sinto que deveria avisá-la que não importa quantos anos ela investiu em sua carreira, ela será arrancada dos trilhos profissionais pela maternidade.
Ela pode conseguir uma escolinha, mas um belo dia ela entrará numa importante reunião de negócios e pensará no cheiro do seu bebê.
Ela vai ter que usar cada milímetro de sua disciplina para evitar sair correndo para casa, apenas para ter certeza de que o seu bebê está bem.
Eu quero que a minha filha saiba que decisões do dia a dia não mais serão rotina.
Que a decisão de um menino de 5 anos de ir ao banheiro masculino ao invés do feminino no Mcdonalds se tornará um enorme dilema. Que ali mesmo, em meio às bandejas barulhentas e crianças gritando, questões de independência e gênero serão pensadas contra a possibilidade de que um molestador de crianças possa estar observando no banheiro.
Não importa o quão assertiva ela seja no escritório, ela se questionará constantemente como mãe.
Olhando para minha atraente filha, eu quero assegurá-la de que o peso da gravidez ela perderá eventualmente, mas que ela jamais se sentirá a mesma sobre si mesma.
Que a vida dela, hoje tão importante, será de menor valor quando ela tiver um filho.
Que ela aprenderá a dar o verdadeiro valor a sua mãe.
Saberá que uma noite tranquila não significa que foi dormida por inteiro;
Que ela a daria num segundo para salvar sua cria, mas que ela também começará a desejar por mais anos de vida – não para realizar seus próprios sonhos, mas para ver seus filhos realizarem os deles.
Eu quero que ela saiba que a cicatriz de uma cesárea ou estrias se tornarão medalhas de honra.
O relacionamento de minha filha com seu marido irá mudar, mas não da forma como ela pensa. Eu queria que ela entendesse o quanto mais se pode amar um homem que tem cuidado ao passar talco num bebê ou que nunca hesita em brincar com seu filho. Eu acho que ela deveria saber que ela se apaixonará por ele novamente por razões que hoje ela acharia nada românticas.
Eu gostaria que minha filha pudesse perceber a conexão que ela sentirá com as mulheres que através da história  tentaram acabar com as guerras, o preconceito e com os motoristas bêbados.
Eu espero que ela possa entender porque eu posso pensar racionalmente sobre a maioria das coisas, mas que eu me torno temporariamente insana quando eu discuto a ameaça da  guerra nuclear para o futuro de meus filhos.
Eu quero descrever para minha filha a enorme emoção de ver seu filho aprender a andar de bicicleta. Eu quero mostrar a ela a gargalhada gostosa de um bebê que está tocando o pelo macio de um cachorro ou gato pela primeira vez. Eu quero que ela prove a alegria que é tão real que chega a doer. O olhar de estranheza da minha filha me faz perceber que tenho lágrimas nos olhos.

‘Você jamais se arrependerá’, digo finalmente.

Então estico minha mão sobre a mesa, aperto a mão da minha filha e faço uma prece silenciosa por ela, e por mim, e por todas as mulheres meramente mortais que encontraram em seu caminho este que é o mais maravilhoso dos chamados…

Este presente abençoado de Deus… que é ser Mãe.’

“Feliz dia das mães!!!”

Escrito por Marcia Rosa
21 de abril, 2011

Merengue de morangos e framboesas

Categoria: sobremesa

Acho que não tem sobremesa mais fácil e convidativa do que um merengue de frutas. Aqui usei morangos frescos e framboesas congeladas. Assei o merengue em discos de tamanhos diferentes, para montar como uma torre, começando do disco maior para o menor.

Mas para facilitar, vc pode comprar suspiros prontos, daquele de saco que vendem em bombonieres e montar como quiser.

  • creme de leite fresco, 500 ml
  • meia xicara de chá de açúcar
  • 500 gramas de suspiro pronto
  • 01 caixa de morangos frescos
  • 200 gramas de framboesas congeladas (opcional)

Leve o creme de leite com açucar na batedeira. O creme de leite deve estar bem gelado para formar o creme chantily. Não deixe passar do ponto, senão vira manteiga.

Monte com suspiros, chantily e frutas. Vá intercalando como quiser. Termine com as frutas.

Unico porém é que esta sobremesa deve ser montada na hora de servir…o suspiro derrete logo.

Você também pode fazer uma calda de chocolate tipo ganache e jogar por cima.

  • 200 ml de creme de leite de caixinha
  • 100 gramas de chocolate meio amargo
  • 01 colher de sopa de açúcar
  • 03 colheres de sopa de água.

Leve tudo ao microondas ou banho maria para derreter e incorporar. Utilize frio.

Escrito por Marcia Rosa
9 de abril, 2011

Salada de aspargos frescos

Categoria: salada

Sabe aqueles aspargos verdinhos e frescos que encontramos no sacolão, na feira ou na gôndola do supermercado? Muitas vezes, não sabemos preparar e deixamos de provar uma delícia saudável…

Para ficar gostoso e bonito tem segredinho sim…mas como gosto de compartilhar tudo que aprendo aqui vai a receita:

  • compre aspargos frescos. Eles são delicados e na hora de preparar corte cerca de 02cm na parte do talo (normalmente mais dura)
  • coloque água numa panela grande o suficiente para que os aspargos fiquem imersos. Leve a água para ferver e aí vai o segredinho…01 colher de sobremesa de bicarbonato em pó.
  • Quando a água estiver fervendo, jogue os aspargos dentro e conte uns 03 min. (vai depender da espessura do seu aspargo)
  • Para verificar se está bom, espete a ponta de uma faca na parte mais grossa do talo…ele deve estar macio, porém firme.
  • Leve para escorrer e jogue água fria em seguida.
  • Com o auxilio de uma faca, vá “descascando” o aspargos de cima para baixo, preservando a parte superior. Este processo não é obrigatório, mas eu particularmente gosto do aspargos com o talo branquinho e macio.
  • Pronto, nesta fase vc poderá preparar a sua salada como quiser.

A minha, fiz uma “cama” com alface americana picada, coloquei os aspargos , salmão defumado picado e folhas de rúcula baby.

Enfeitei com morangos e fiz um molhinho básico (azeite, mostarda, sal, pimenta moída na hora) à parte.

Escrito por Marcia Rosa
27 de fevereiro, 2011

Torta brownie de chocolate

Categoria: bolo, sobremesa

Domingão de chuva, sem doce em casa…olhei para o que tinha na despensa e geladeira e surgiu a idéia de algo diferente e que fosse fácil de fazer.

Na realidade é um bolo denso de chocolate coberto com merengue e para arrematar fiz uma calda de nutella para combinar tudo. Comi quente, assistindo com meu amado o filme “Cartas para Julieta”, aliás, o que parecia ser um filminho “água com açúcar” se revelou um filme divertido, bem recomendado!

Você vai precisar de:

  • 03 ovos grandes
  • 01 xic. chá de açúcar (220ml)
  • 3/4  xic chá de farinha de trigo
  • 01 colher de café de fermento em p0
  • 02 colheres de sopa cheias de chocolate em pó com 50% de cacau
  • 50 gramas de manteiga (não pode ser margarina) sem sal
  • 01 xic de nozes picadas
  • 01 forma de 22 cm com fundo falso (untar com manteiga e farinha)

Modo de preparo

Coloque 01 ovo inteiro e duas gemas na batedeira. Começe a bater e agregue o açúcar. Deixe bater por pelo menos 10 minutos. Ficará fofo e claro. Peneire a farinha, o chocolate em pó e o fermento. Agregue à massa e mexa delicadamente. Derreta a manteiga em microondas e junte à mistura. Por último, as nozes.

Para o merengue:

  • 02 claras (as que sobraram da massa acima)
  • a mesma medida de açúcar (depende do tamanho dos ovos).

Coloque as claras em uma xícara e meça a mesma medida de açúcar. Bata as claras em neve, acrescente o açúcar e bata mais um pouco até firmar bem. Despeje sobre a massa de chocolate e alise com uma espátula. Leve ao forno baixo (170 graus) por aproximadamente 45 minutos. Estará no ponto, quando o merengue estiver corado e bem assado…o bolo fica denso e se espetar um palito, sairá sujo.

Comi quente e fiz uma calda de nutella, bem simples…pegue um pouco de nutella e vá juntando água quente aos poucos, mexendo bem…a calda ficará na espessura desejada, conforme a quantidade de agua.

DICAS:

  • você pode trocar as nozes por amendoas ou castanhas do pará
  • ou se não tiver nada disso, apenas coloque rodelas de banana entre o merengue e a massa de chocolate.
  • troque a calda de nutella por calda de chocolate (derreta chocolate em barra em creme de leite e um pouco de água quente)
  • o merengue deve estar assado por completo antes de tirar do forno. Se assar em forno muito quente não conseguirá o mesmo efeito do suspiro sequinho…
  • comer quente é mais gostoso do que frio…

Bem, que todos nós tenhamos uma ótima semana!

bjs

Escrito por Marcia Rosa
4 de fevereiro, 2011

Mousse de sonho de valsa

Categoria: mousse, sobremesa

Tem coisas que marcam a nossa infância.., um deles é o bombom sonho de valsa.Na época que  morava no Japão, minha mãe mandava pacotes sempre que algum conhecido viajava para lá. Para mim era uma forma gustativa de me aproximar do Brasil.

Eu faço bolo, pavê…deste bombom. Mas não gosto de simplesmente colocar ele picado dentro de qualquer creme ou chantili como fazem algumas docerias e padarias. Procuro reproduzir na integra o creme de amendoim e a cobertura de chocolate. Deixo os bombons como decoração.

Desta vez, resolvi inventar em forma de mousse. Ficou leve, deliciosa.

Para a mousse:

  • 02 gemas + 02 colheres de sopa de açúcar
  • 02 claras
  • 130ml de leite comum
  • 01 envelope de gelatina incolor
  • 01 xic de chá não cheia de amendoim torrado, sem pele e sem sal.
  • 01 lata de leite condensado cozido como doce de leite (cerca de 30 min. na pressão após apitar).
  • 250gr de creme de leite fresco (se não tiver, use o de caixinha, mas a textura muda.)

Cobertura de ganache

  • 250 ml de creme de leite de caixinha (ou pode usar o fresco, já que a garrafinha vem com 550ml)
  • 250gramas de chocolate em barra meio amargo.
  • 02 colheres de sopa de mel (opcional)
  • bombons sonho de valsa a gosto.

Preparo

Coloque em banho maria, um bowl de aluminio com o leite e deixe aquecer. Enquanto isso, bata as gemas com açúcar até ficar esbranquiçado como na foto acima.

Dissolva a gelatina incolor em um pouco de água (cerca de 01 xic. de café) fria.

Misture as gemas batidas no bowl que está com o leite em banho maria. Esta fase é importante para retirar o cheiro de ovo…mexa e coloque a gelatina hidratada. Pegue a lata de leite moça cozido e FRIO! (JAMAIS ABRA A LATA QUENTE) e com a ajuda de um fouet, mexa até ficar lisinho.Junte na mistura das gemas.Aguarde a gelatina dissolver e leve tudo para resfriar. Se ficou algum gruminho é só passar por uma peneira.

Triture o amendoim no liquidificador, pulsando algumas vezes. Não deixe virar pó. O interessante é ficar os pedaçinhos de amendoim.

Bata o creme de leite fresco como chantili, mas mole (em picos)

Bata a clara em neve com 01 colher de sopa de açúcar.

Com a mistura já fria, junte o creme de leite fresco, as claras em neve e o amendoim. Coloque em taças ou em um bowl transparente.

Leve para gelar até firmar e enquanto isso prepare o ganache. Coloque tudo no microondas até derreter e misture bem. Utilize frio. Se ficar muito grosso, coloque mais creme de leite ou mesmo um pouquinho de água. Coloque o ganache e pique bombons a vontade.

Uma boa pedida para o final de semana.

bjss

Escrito por Marcia Rosa
19 de janeiro, 2011

Curso com Andrea Saladini

Categoria: Sem categoria

Festeira e curiosa do jeito que sou, fui no final do ano passado fazer um curso com uma expert em festas, arranjos e decorações…quem é do ramo, a conhece…Andrea Saladini! Como o adorei o curso e agora começam novas turmas e novos temas, não poderia deixar de compartilhar isto com vocês.

A Andrea é daquelas pessoas iluminadas, que consegue transformar flores em belíssimos arranjos, organiza impecavelmente desde private dining até mega eventos.

Fiz o “Table top e arranjos florais”, onde aprendemos a base de arranjos para compor uma bela mesa e etiqueta…Sim, aquelas formalidades que a maioria desconhece, mas que acrescentam muito a vida da gente. E tudo de forma muito leve e divertida. Portanto, os cursos não servem apenas para quem é do ramo, mas aqueles que como eu adoram um arranjo na casa…e também a oportunidade para aqueles que começam o ano querendo fazer algo diferente, ingressar em algum ramo….esta é a hora!

mesa posta com arranjo feito em aula

Segue a programação do curso…mais informações, clique aqui

- Organização para Personal Dinner e    Pequenos Eventos
Neste módulo mostraremos todo o roteiro para organização de pequenos eventos com muito estilo e sofisticação, incluindo a indicação dos fornecedores adequados.
Data: 02/02/11
Duração: 3 horas
Investimento: R$ 280,00

- A Equipe Jardineira
Neste módulo mostraremos através da confecção de um simples arranjo floral, como uma equipe pode cultivar os bons relacionamentos dentro da sua empresa. Através de uma trajetória marcada pelo reconhecido sucesso de mercado, Andrea motiva e mostra o caminho para o sucesso pessoal e profissional. Uma palestra marcante, animada e envolvente, que servirá como uma forte inspiração para cada participante.
Data: 16/02/2011
Duração: 2 horas
Investimento: R$ 180,00

- Arranjos Contemporâneos
Neste módulo serão ensinadas todas as técnicas necessárias para confecção de modernos e elegantes arranjos florais. Indicado para quem já possui algum conhecimento bem como para iniciantes.
Data: 23/02/11
Duração: 3 horas
Investimento: R$ 200,00

- Table Top e Arranjos Florais
Com este curso mostraremos  a forma correta para montagem de mesas, desde as mais casuais até as mais luxuosas e formais. Haverá  apresentação das técnicas para confecção dos arranjos florais, acessórios e a montagem de 01 mesa no local.
Data: 29/03/2011
Duração: 3 horas
Investimento: R$ 180,00

Escrito por Marcia Rosa
19 de janeiro, 2011

Doce de pêssegos verdes em calda

Categoria: doces caseiros

Olá pessoal!!! Primeiro post do ano, muitas novidades a caminho e desta vez não vou prometer blogar mais como no ano passado….no final da balança, 2010 foi o ano em que menos tive tempo de sentar ao computador e dividir com vocês o meu amor pela gastronomia e minhas experiências!

Mesmo assim, minhas amigas virtuais continuaram fiéis em suas visitas e comentários….o que me deixa muito feliz! Sem promessas, aqui vai uma receitinha que fiz no final do ano passado para uma querida amiga. Era um doce da sua infância, daqueles que a gente não encontra pronto para vender, mas que fica na memória gustativa. Quando ela me pediu o doce, estava fora da época de pessêgos e foi impossível reproduzir a receita.

Como eu não fazia idéia de que sabor tinha o doce, nem como prepará-lo, pedi socorro ao google…coincidentemente, caí no blog da Neide Rigo, que estudou nutrição com a minha irmã e tive a feliz oportunidade de conhecê-la pessoalmente há alguns anos atrás. Simpática e atenciosa, me deu todas as dicas da época de pessêgos verdes.

Como tenho um “anjo” sempre presente na minha vida, ele se encarregou de achar os frutos verdes para que eu pudesse satisfazer o desejo da amiga.

O resultado é surpreendente!!! Não foi difícil fazer  nem ficou tão doce…(como eu gosto).

Segue abaixo, a receita original, retirada do site da Neide. Vale dizer que demorei uns três dias para fazer o doce, tempo suficiente para que os pêssegos não estivessem tão verdes e também fiz uma quantidade bem maior do que a receita original.

Compota de pêssegos verdes da dona Olga
Numa panela coloque 1 kg de pêssegos verdes, água que cubra os frutos e 1 colher (chá) de sal amoníaco (pode ser bicarbonato de sódio também – servem para soltar a pele do pêssego). Assim que ferver,escorra, espere esfriar e deixe no freezer até o outro dia. Agora é só ir passando as frutas embaixo da torneira e puxando as pelinhas. Se preferir, descasque um a um com uma faquinha bem afiada. Os caroços ficam. Coloque-os novamente na panela, cubra com água e cozinhe até ficarem macios, mas não molengos. Escorra a água (deixe sobrar um pouquinho dela, que vai ser necessária para a calda) e coloque 2 xícaras de açúcar – ou mais, se quiser mais adocicada. Mantenha no fogo só até formar uma caldinha como xarope. Está pronta a compota. Não precisa de cravo nem canela (aliás, minha mãe os proíbe no caso deste doce, pois “matam” o perfume do pêssego). O próprio caroço será o tempero. Rendimento: 8 porções

Aqui, os pêssegos já descascados e prontos para irem a panela novamente. Não fiz o processo da receita original, assim que escorri, retirei a pele facilmente, sem congelar.

Aqui, o doce pronto. Em geladeira conserve bem vedado e deve durar uns 15 dias, dependendo da quantidade de açúcar utilizada. Em casa, comemos tudo rapidinho!


Escrito por Marcia Rosa
20 de dezembro, 2010

É Natal!!!

Categoria: Sem categoria

O tempo passa, o tempo voa…assim tem sido os meus dias que ainda não acredito estarmos chegando ao final de mais um ano! Dezembro é sempre muito agitado, trabalho nos finais de semana fazendo eventos e organizando as encomendas para a ceia de Natal. Ainda assim, arrumei um tempo para postar a minha mensagem de final de ano.

Agradeço a todos que aqui passam, deixando ou não comentários e peço desculpas se deixei alguém sem resposta…na medida do possível e quando o e-mail não falha, tento responder à todas as dúvidas. Sempre que posso, visito os blogs amigos e nem sempre deixo comentários :c , mas vocês moram no meu coração!

Espero manter este espaço para compartilhar com vocês a minha experiência, mesmo que de forma não tão frequente quanto gostaria. Achei a foto abaixo neste blog fofo e traduz um pouco do meu desejo…um Natal cor de rosa!, bem lindo e com comidinhas gostosas junto de amigos e familiares que amamos.

O texto abaixo, recebi via e-mail e vale a leitura.

Um Sol Diferente

Que apesar de todas as dificuldades,

apesar de algumas tristezas que insistem,

mesmo com essa montanha erguida,

O Sol possa ser seu presente mais doce.

Desejo ao seu coração o querer que ele quer.

Que dentre as palavras que ele sussurra em seu peito

sejam ouvidas aquelas que cantam a liberdade.

Que você esteja atento para o sopro da sua vontade

e jamais desista dos seus passos em direção à verdade.

Desejo que a sua percepção acorde mais plena

no calor de um Sol novo e renovador.

Que ele encoraje as atitudes que estão querendo respirar.

Aquelas que sempre são substituídas

Aquelas que não se arrojam por ter os pesos de conceitos

por demais antigos.

Desejo que você aceite seu tempo, seja ele qual for.

Que sinta serenidade na espera necessária para que

a semente plantada brote no tempo certo.

Desejo que sua flor seja inteira,

e mesmo que seja inicialmente pequena e frágil,

ela lhe traga as luzes de uma estrada Azul.

Que a sua sabedoria esteja desperta,

aguardando com tranquilidade o desabrochar da sua flor.

Desejo a você um Sol diferente.

Espalhando seu sorriso pela densidade das nuvens,

simplificando o aspecto complicado de alguns momentos

e monstrando-lhe a fonte essencial para sua sede.

Desejo que, a cada instante, você desnude mais seu coração

e deixe que nele vibre em tom maior O AMOR

Que  2011 seja repleto de um Sol Diferente!

Escrito por Marcia Rosa
Página 2 de 101234510...Última »