2 de maio, 2016

Inauguração!!!!

Categoria: Sem categoria

Olá queridos!

Me desculpem por não postar antes, mas acreditem..nossa vida estava a mil. Como obra é uma caixinha de surpresas, a nossa não foi diferente. Foi uma luta diária, mas enfim….já estamos funcionando.

Para alguns clientes cadastrados, enviamos e-mails ou telefonemas para avisar sobre a inauguração. Outros já estão vindo pelo famoso boca-a-boca.

Alguns clientes nem ficaram sabendo da nossa saída do ponto anterior. Então eu tinha a obrigação de atualizar este blog.

Venham, continuamos com a mesma comida, o mesmo atendimento, mas o ambiente muito mais confortável e com uma energia boa! (palavra dos nossos clientes!)

Av. Portugal 624 – telefone: 4114-7151

Escrito por Marcia Rosa
10 de fevereiro, 2016

Massa com abobrinhas grelhadas.

Categoria: facil, massa

Olá pessoal! Postei no face uma foto do nosso jantar, uma massa super simples e rápida de fazer e aí todos queriam reproduzir em casa também! Por isso posto a receitinha, que apesar de simples, tem os seus truques…rs.

Peguei o que tinha na geladeira…

  • 01 abobrinha italiana
  • 01 punhado de rúcula lavada
  • 04 dentes de alho descascados e picados
  • manjericão fresco
  • 02 tomates italianos sem pele e picados
  • 500 gramas de talharim fresco ou 1/2 pacote de massa seca
  • 01 pimenta dedo de moça inteira
  • azeite, sal, parmesão ralado na hora.

Coloque água para ferver a massa. Aqueça uma frigideira antiaderente e enquanto isso, corte em rodelas finas (0,5cm) a abobrinha. Coloque em um bowl e tempere com sal (usei sal do Himalaya), pimenta do reino moida na hora e azeite. Tempere como se fosse uma salada.

Com a frigideira aquecida, grelhe as rodelas de abobrinha dos dois lados. Reserve.

Em outra panela coloque um fio de azeite, coloque a pimenta dedo de moça inteira e deixe fritar para aromatizar. Se você não gosta de pimenta, pode dispensar.

A idéia é só fritar a pimenta e retirar (jogue fora). Neste mesmo azeite frite o alho picado até dourar, coloque os tomates picados e refogue.

Cozinhe a massa al dente só com bastante água e bastante sal.

Escorra a massa e jogue direto na panela…tempere com sal, coloque as abobrinhas grelhadas, manjericão e a rúcula picada grosseiramente. Acrescente um pouco mais de azeite e sirva com parmesão ralado na hora.

Simples, rápido e delicioso!!!

 

DICAS:

  • sempre cozinhe a massa com bastante água. Acrescente o sal (medida de 01 colher de café para cada litro água) quando ferver.
  • ao escorrer a massa não jogue água fria.
  • sempre uso pouco azeite para refogar o molho. Acrescento mais azeite na finalização, acho que fica melhor.
  • sempre incorporo a massa cozida ao molho na própria panela. Ali ela vai absorver todos os sabores e então sirvo.
  • Parmesão ralado na hora é tudo de bom! aqui em casa cada um se serve no próprio prato.
  • Como todo prato simples, o que conta é a qualidade dos ingredientes. Portanto, use um azeite honesto, um parmesão de qualidade.

***Para quem me acompanha na vida real, sabe que fechamos as portas do restaurante no final de janeiro. De lá para cá nossas “férias”tem sido intensas….Trabalhamos duro para deixar o imóvel pronto para devolver ao proprietário e eu nos altos dos meus 47 anos me vi pela primeira vez  tendo que pensar em cozinhar almoço e jantar para minha família.

Confesso que foi angustiamente nos primeiros dias…Uma rotina que nunca houve aqui em casa. E enquanto o marido tocava a reforma, eu tentava conciliar a nova rotina de dona de casa, com a obra do novo restaurante, as burocracias com advogado, banco e cartório. Fora as encomendas que pintam e eu não deixo de fazer. Enfim, férias nada!

Mas como tudo na vida é hábito, posso dizer que agora estou curtindo essa nova fase. Fazer almoço e jantar diariamente não é para os fracos não, rsrsrs. Mas no fundo só não pirei porque sei que esta fase é passageira. Enquanto o novo restaurante não fica pronto, aproveito para colocar algumas coisas em ordem, estudo um pouco e organizo como vamos gerenciar a nova empresa.

Até lá, vocês podem ter a surpresa de ler um post feito as 15:00hs em plena quarta feira, rs. Beijos!

 

 

Escrito por Marcia Rosa
29 de dezembro, 2015

Encerrando ciclos

Categoria: Sem categoria

Olá pessoal!

Hoje não vim postar uma receita, mas sim dividir com vocês um assunto que combina com o final de ano. Normalmente nessa época fazemos nossos balanços, renovamos nossos planos, esperanças e energias para entrar em um novo ano.

Eu particularmente, não acredito em mudanças apenas porque “viramos”o ano. Este em especial, foi bastante “turbulento”…ano de dificuldades, em todos os ângulos. Apesar da crise no País, que afeta a economia, a credibilidade no governo e a esperança de alguma “luz”no final do túnel, carrego comigo um lema….”é nas dificuldades que nos reinventamos, crescemos e temos a oportunidade de melhorarmos”. Parece piegas, mas é exatamente neste momento de crise que somente os capazes sobreviverão com sucesso.

Sim, as pessoas estão mais conscientes e as empresas precisam se readequar a nova realidade que está por vir.

Nosso restaurante sempre foi simples, focado no bom atendimento e preocupado em  oferecer uma comida / sobremesas bem feitas com preço acessível. Estamos há 14 anos no mesmo endereço, sempre visando algo maior,  pensando nas mudanças necessárias, mas acabávamos sempre na ‘zona de conforto”. Precisou a proprietária da casa pedir o imóvel de volta para então a gente correr atrás de outro ponto.

Foram meses difíceis até decidir qual caminho tomar. Afinal, estávamos acostumados ao nosso modelo de negócio e precisei mergulhar a fundo na busca por imóveis ou restaurantes já montados. Depois de muita busca e pesquisa acabamos por achar um imóvel na mesma rua e decidimos montar do zero um novo restaurante.

São 21 anos de experiência acumulados no ramo alimentício. Foram 7 anos na Lapa, 14 no Brooklin. E na força dos “setênios”, 2016 será o ano de um novo ciclo.

A CASINHA foi sendo reconhecida no bairro pelo boca-a-boca. Sem placas, a casa sempre trabalhou no limite de ocupação. Com seu ambiente simples, precário até, mas com a boa vontade de fazer o melhor. E os nossos doces,  tão elogiados, ficavam quase como um achado, para os clientes que queriam levar uma encomenda nossa para casa. Em nossa pequena confeitaria de 13 m2, fazemos milagres em dias de muitas encomendas.

A CASINHA tomou nossos dias, nosso suor, (meu, do meu sócio e da nossa equipe), e independente de todos os problemas inevitáveis de uma empresa, funcionamos diariamente. Com um sorriso no rosto, nunca deixamos transparecer para os nossos clientes o que há por trás da nossa labuta diária. Ter e sobreviver a um negócio neste país não é para os fracos.

E agora está chegando a hora de irmos embora. De deixarmos A CASINHA, para enfim, ter  nosso primeiro restaurante com a nossa cara. Os dois primeiros restaurantes, compramos o ponto já montado. E vivemos a dificuldade de ir ajeitando aqui e acolá, para conseguir fazer acontecer.

Como diz meu amigo arquiteto, temos uma comida profissional, mas uma cozinha amadora. Agora, nossa cozinha vai ser profissional. Como técnica em edificações sempre me vi entre o fouet e a trena (risos). Entre uma reforma e outra, lá estava eu medindo, calculando, escolhendo acabamentos e cores.

Agora a coisa é mais séria. Como uma capricorniana persistente e teimosa, corro para aprender o que não sei. E até o final desta reforma, espero estar apta a montar uma cozinha semi industrial. São tantos detalhes, desde a coifa com sistema de lavagem, ao sistema de insuflamento de ar para deixar o ambiente em temperatura agradável para se trabalhar…E enfim teremos uma confeitaria onde poderemos aumentar nossa produção.

Também tem a parte deliciosa de escolher piso, cores, móveis. Meu arquiteto já teve vários restaurantes e tem um olhar apurado para tal. Nossa sintonia e empatia foi mútua e juntos estamos imaginando como ficará a nova Casinha.

E neste novo ponto, com tudo novinho, nosso nome também vai mudar. Carinhosamente chamamos nosso restaurante de A CASINHA, nome dado pelos clientes pois se sentiam realmente em casa enquanto almoçavam. E o imóvel térreo com árvores na frente realmente combina com o nome.

Agora, é um sobrado e nossa fachada será outra. Futuramente, temos planos de agregar um café, abrirmos aos sábados  e quem sabe um local para pequenos eventos. Ainda estamos pensando qual será o nome do novo restaurante/confeitaria. Por enquanto, posso dizer que estamos LUTANDO muito para que este novo local seja tudo que sempre sonhamos….oferecer boa comida/doces, preço justo, atendimento impecável num LOCAL  com conforto e beleza.

Não está sendo fácil. Todo esse processo envolve muito, mas muito trabalho, empréstimo bancário, dívidas e envolvimento de toda uma grande equipe. Tudo isso sendo feito em meio a crise que passamos.

Mas como eu disse lá em cima, como empresária, aprendi com meus mentores a importância da mudança. Hoje não basta fazer o melhor. É preciso humanização no ambiente de trabalho, fazer boas escolhas e parcerias com fornecedores de qualidade, oferecer bom produto a um valor competitivo e muita qualidade no atendimento. Isso tudo agrega valor ao produto oferecido.

É preciso coragem para encerrar um ciclo e começar outro. E somos eternamente gratos pelos 14 anos na Casinha…um lugar onde fizemos clientes, amigos e aprendemos muito.!

CONTINUAMOS TRABALHANDO ATÉ O FINAL DE JANEIRO!!!! NOSSO NOVO ENDEREÇO: AV PORTUGAL 624. INAUGURAÇÃO EM MARÇO PORÉM SEM DATA CERTA!

Que venha 2016! que nossa luta não seja em vão! e que nosso espirito de esperança e renovação se estenda a todos os clientes e leitores!

 

Escrito por Marcia Rosa
17 de março, 2015

Sopa creme de alho poró

Categoria: facil

Olá pessoal!!! resolvi postar esta receita pois é bem simples de fazer e deliciosa! Normalmente não trabalho aos sábados, mas tinha uma encomenda grande de pães de mel e fiquei até tarde na empresa…cheguei morta de cansaço, geladeira vazia (sim, aquele velho ditado….em casa de ferreiro o espeto é de pau!), pensei em pedir uma pizza. Até gosto, mas estava mesmo era pensando em confort food, comida de mãe, sabe?

Olhei para a geladeira e achei umas batatas. No freezer tenho sempre alho poró (corto ao meio apenas para lavar e congelo), fatias de pão italiano e parmesão. Em 30 minutos tinha uma sopa cremosa, quentinha, pronta para afagar meu estômago e matar minha fome! Vamos lá?

** 05 batatas médias descascadas e cortadas em 4 partes

**azeite, sal, pimenta moida na hora

**03 talos de alho poró (para quem tem dúvidas em utilizar, é sempre do bulbo para cima que se come. Dispense a parte mais verde e dura das folhas)

**04 dentes de alho amassado

**01 cebola picada

** 800 gr sobrecoxa de frango (pode ser filé de frango ou nem usar carne)

**fatias de pão italiano, um pouco de parmesão apenas para salpicar no pão.

** 1 litro e meio de água quente

Modo de preparo…

**Desossei a sobrecoxa, tirei a pele e aproveitei o osso para saborizar o caldo e a carne piquei em pedaços pequenos.

Usei duas panelas, uma de pressão onde cozinho as batatas e outra para refogar o frango

Uma dica bem especial que aprendi com a babá da minha filha mais velha é refogar sempre os legumes antes de colocar água do cozimento.  Aqui no caso, refoguei as batatas com os ossos em um pouco de azeite, coloquei o alho poró inteiro mesmo, metade da água e tampei a panela. Dez minutos após começar apitar já pode desligar o fogo.

Em outra panela coloquei um fio de azeite, refoguei o alho, cebola e o frango picado. Tempere com sal e pimenta, coloque o restante da água de deixe ferver.

Abra a panela de pressão (com cuidado, claro!), retire os ossos e o restante bata no liquidificador. Vai ficar um creme grosso. Misture a outra panela e deixe ferver por uns minutinhos para tomar gosto.

Passei azeite nas fatias de pão italiano, salpiquei um pouco de parmesão ralado e levei ao forno para aquecer.

Na montagem do prato, coloque o creme de alho poró, uma fatia do pão italiano, um pouco de pimenta do reino moída na hora, um fio de azeite e umas folhinhas de orégano fresco (opcional). Cultivo uma mini horta e tenho sempre a mão manjericão, tomilho-limão, sálvia, orégano fresco, hortelã….

Bom apetite! bjs e até o próximo post!

 

 

Escrito por Marcia Rosa
2 de outubro, 2014

Mousse de doce de leite

Categoria: mousse, sobremesa

A receitinha de hoje vem sem fotos, mas prometi a uma cliente postar. Prometo depois colocar uma foto da sobremesa  ok?

O meu doce de leite é leite condensado cozido, sim aquele da Nestlé. Dá diferença? dá, infelizmente. Meu doce de leite é famoso e acham que fico horas mexendo para ficar na textura que sirvo.  Cozinho a lata por 20 minutos depois que pega pressão. Tiro da panela e deixo esfriar antes de abrir.

Ingredientes:

  • 02 latas de doce de leite (feito conforme descrição acima)
  • 01 lata de leite vaca
  • 03 gemas
  • 02 colheres de sopa de açúcar
  • 01 envelope de gelatina incolor hidratada conforme instrução na embalagem
  • 02 claras batidas + 02 colheres sopa açúcar
  • 300ml de creme de leite fresco batido
  • 05 gotas e essência de baunilha

Coloque um bowl de aluminio em banho maria com o leite e deixe aquecer.

Na batedeira, bata as gemas com 02 colheres de açucar até virar um creme claro. Coloque esta mistura ao leite quente e acrescente a gelatina hidratada. Desligue o fogo, misture bem e leve para resfriar.

A parte, bata com um fouet o doce de leite até ele ficar lisinho e sem grumos. Junte a mistura de gemas já fria.

Bata o creme de leite fresco na batedeira até dobrar de volume e formar “picos” com o batedor.

Bata as claras em neve com as duas colheres de açúcar.

Incorpore com ajuda do fouet o creme de leite batido e as claras em neve. Tudo delicadamente para não perder volume. Distribua em taças ou em um refratário e leve para gelar.

Façam e depois me contem!

Bjs

Escrito por Marcia Rosa
19 de setembro, 2014

Massa com tomates assados e espinafre

Categoria: facil, massa, Sem categoria

Olá pesssoal!  As pessoas sempre me perguntam se eu ainda vou para cozinha quando chego em casa….eu literalmente respiro comida, rs. No restaurante que admnistro, só vou para a cozinha quando faltam funcionários,  mas sou responsável pelo cardápio diário e pelas criações de pratos novos. Então, haja criatividade para inovar e manter a clientela fiel.

Respondendo a pergunta acima, piloto sim o fogão de casa, mas não diariamente. No dia a dia trago comida do restaurante para as filhas e gosto de ir para cozinha nos finais de semana, normalmente no jantar.

Aqui em casa não comemos carne vermelha e a noite damos preferencia por algo sem carne. Gosto de massas pela praticidade e rapidez. E adoro inventar. Então olho o que tem na geladeira e aí vejo o que fazer. Decidi postar esta receita pois é bem fácil e tenho certeza de que vão gostar.

Ingredientes:

  • 1/2 pacote de massa seca da sua preferência
  • 01 kg de tomates bem maduros (eu gosto do tipo débora ou italiano)
  • 05 dentes de alho
  • 01 cebola roxa (a roxa é bem mais gostosa!)
  • manjericão fresco
  • azeite oliva
  • sal, pimenta moida na hora
  • 01 maço de espinafre (usei o hidropônico)
  • parmesão ralado na hora (também faz a diferença…nada de usar o de saquinho já raladol…)

Bem, como toda receita, usar bons ingredientes faz toda diferença. Neste molho por ser extremamente simples e o uso de poucos ingredientes, o ideal é todos os ingredientes listados sejam de boa qualidade.

Lave bem os tomates e faça uma cruz com a faca para facilitar retirar a pele depois. Coloque em uma assadeira junto com o alho (com casca mesmo), a cebola descascada e cortada em quatro e regue um fio de azeite em cima só da cebola.

Leve ao forno para assar por uns 30 minutos em forno alto. Já vai dar para sentir um cheirinho bom…

Cozinhe o macarrão com bastante água e  sal. Nada de óleo! na verdade, o oléo só atrapalha na hora de incorporar o molho na massa. O certo é panela grande e muita água. Espere ferver, só então coloque a massa e o sal. Cozinhe al dente.

Tire os tomates do forno quando sentir que a pele já sai facilmente. Retire a pele e com cuidado corte os tomate grosseiramente. Descasque o alho assado e amasse com a faca.

Em uma frigideira grande ou panela coloque azeite (suficiente apenas para refogar) e junte o maço de espinafre já higienizado. Quando estiver levemente refogado, junte os tomates picados, alho, cebola e o manjericão

Retire o macarrão da água e jogue neste molho. Tempere com sal, pimenta e por último, regue mais azeite e o parmesão.

***Curiosidades: na Itália, nunca servem a massa com o molho por cima. Muito comum aqui no Brasil, mas lá é um tipo de ofensa. E eles estão certo! muito mais saboroso a gente finalizar a massa na panela com o molho, em fogo baixo e mexendo…a massa deve terminar o cozimento desta forma…incorporando os sabores.

***Azeite quente perde sabor. Por isso eu uso o mínimo  para refogar e finalizo “temperando”o prato com o azeite.

***Nunca passe o macarrão na água fria. O certo é retirar al dente e se possivel, já estar com o molho pronto na panela. Eu tiro da água e já ponho no molho. Sincronizo os tempos para dar certo.

***Massa se come como risotto…logo depois de pronto. Se bem que aqui em casa sobrou e comemos no dia seguinte e ainda estava bem saboroso!

Bom apetite!

 

 

 

Escrito por Marcia Rosa
22 de maio, 2014

Naked cake de brigadeiro e avelãs

Categoria: bolo

Aí está o meu primeiro naked cake, bolo que veio para tomar o lugar da pasta americana….A beleza consiste na simplicidade e na forma da montagem. A maioria usa frutas vermelhas frescas (amoras, morango, framboesa, mirtilo ou até physalis que não é vermelha e sim amarela, e linda de se ver).

Tenho uma amiga com um blog maravilhoso e é expert neste tipo de bolo. Não tenho dúvidas em falar que os dela são os mais lindos que já vi. Perfeitos. E deliciosos.

Havia tentado sem sucesso fazer um naked com o meu pão de ló. Mas o bolo não pode ser extremamente macio, precisa ter uma certa densidade para aguentar o receio e ficar bonito. O recheio é a base de brigadeiros, que tem uma consistencia ideal para colocar neste tipo de bolo.

A minha massa fiz com avelãs que deu um crocante e sabor delicioso. E claro, o recheio não podia ser diferente: chocolate. Combinação perfeita!

Massa:

  • 06 ovos (claras em neve)
  • 1 1/2 xic chá açúcar peneirado
  • 170 ml yogurte natural
  • 02 1/2 xic chá farinha de trigo fermentada
  • 150 gramas de margarina ou manteiga em temperatura ambiente
  • 200 gramas de avelãs sem casca, torradas e moidas no processador
  • 02 colheres de sopa de cacau em pó

Modo de preparo:

Coloque na batedeira as gemas, açucar e bata em velocidade média até ficar um creme esbranquiçado, tipo uma maionese. Coloque a manteiga ou margarina e bata mais um pouco até incorporar. Tire da batedeira, acrescente o yogurte e a farinha peneirada. Por ultimo o cacau peneirado e as avelãs.

Forre 03 formas de fundo falso de 23 cm de diametro com papel manteiga. Corte o papel com a tesoura e forre apenas o fundo. Eu costumo passar manteiga no fundo, e depois colocar o papel. Assim ele gruda na forma. Distribua igualmente a massa nas 3 formas e leve para assar em forno 180 graus. Deve ficar por uns 20 minutos, mais ou menos. Faça o teste do palito para ver se está assado.

Assar individualmente dá outra aparencia no bolo. Mas se vc não tiver 3 assadeiras e quiser fazer e depois cortar tudo bem. Dá certo também.

Recheio de brigadeiro:

  • 02 latas de leite condensado
  • 02 creme de leite de caixinha
  • 1/2 xic de chocolate em pó 50 % cacau
  • 10 gramas de manteiga
  • 01 colher de sobremesa rasa de farinha de trigo
  • 200 gramas de chocolate em barra meio amargo

Modo de fazer: coloque todos os ingrediente, menos o chocolate em barra, em uma panela grossa e funda. Eu gosto de peneirar a farinha e o chocolate em pó. Mexa bem ANTES de levar ao fogo,  assim não corre o risco de formar grumos. Depois disso, leve ao fogo alto e mexa sem parar. O ponto leva um tempo para ficar bom. O certo é aquele  ponto um pouco mais mole do que de enrolar. Retire do fogo e acresente o chocolate em barra. Com o calor ele vai derreter. Mexa e reserve.

Trabalhe com a massa e recheio frio. Pode molhar com o que quiser…chá de especiarias, ou guaraná+ leite condensado…Eu coloco o liquido em um tubo plastico (daqueles de catchup em carrinho de cachorro quente) e uso para molhar a massa.

O recheio coloquei em um saco de confeitar com um bico perle grosso. Mas pode colocar com espatula também. Finalizei com raspas de chocolate amargo e uma caldinha de chocolate que estava dando sopa na geladeira.

E como calorias pouca é bobagem, servimos este bolo com uma bola de sorvete de creme! Tudo isso depois de um mega super jantar delicioso! Olha só as fotos! O cardápio além de vários tipos de salada tinha filé mignon ao molho madeira e aligot (prato francês que mistura purê de batatas com duas variedades de queijo).

 

 

Escrito por Marcia Rosa
24 de janeiro, 2014

Bolo fácil e delicioso

Categoria: bolo, facil

Olá!!! que tal um bolinho fácil, rápido e que sempre dá certo? e o melhor, versátil. Quando o criei, tinha em casa nozes sem casca e maçãs…mas gostei tanto da textura da massa que resolvi variar os sabores e coberturas…já fiz de limão, maracujá, frutas secas….Vc também pode variar o açúcar branco e trocar por açucar mascavo. Anote os ingredientes:

  • 3 ovos grandes inteiros
  • 1 e 1/2 xic de chá (200ml) de açúcar branco
  • 01 copinho de 170 ml de yogurte desnatado
  • quase 01 copinho de óleo de canola, ou milho ou soja(use o mesmo copo do yogurte e preencha até faltar 01 dedo)
  • 02 xic de chá de farinha de trigo fermentada ou farinha de trigo comum com 01 colher  sobremesa de fermento em pó peneirado
  • 03 maçãs pequenas (duas descascadas / 01 com casca)
  • 3/4 xic chá de nozes picadas (ou castanha do pará, amêndoas sem pele e torrada)
  • canela (opcional)

Para fazer é bem simples. Ligue o forno. Coloque os ovos inteiros e o açucar na batedeira. Deixe bater por uns 10 minutos na velocidade alta. Enquanto isso, unte uma forma grande de pudim. Pique as maçãs em pedacinhos e as nozes também. Pode-se polvilhar um pouco de canela em pó nas maçãs/nozes.Reserve.

Com os ovos batidos, coloque alternadamente metade da farinha peneirada (eu gosto de ir peneirando diretamente sobre os ovos), o yogurte, o oléo….o restante da farinha. Coloque a mistura de maçãs e nozes. Distribua dentro da forma untada e leve ao forno 180 graus por uns 40 minutos…Deixe amornar para poder desenformar o bolo.

Se for fazer de limão, eu coloco raspas da casca, o suco e cubro o bolo ainda quente com uma mistura de açúcar confeiteiro + suco de limão. Substitua as frutas por ameixa seca, damasco, amendoas, castanha do pará…ou o que a sua imaginação/gosto pedir.

Delicioso para acompanhar um café…Fica úmido, macio, fofinho…

Escrito por Marcia Rosa
1 de dezembro, 2013

Beijinho cremoso com compota de morangos

Olá pessoal, depois de um loooongo período sem postagens….bem, devo no mínimo desculpas as pessoas que ainda frequentam a minha página atrás de alguma receitinha…Este ano deixei o blog de lado para me dedicar a outras atividades. Entre a trena e o fouet, (sim, sou formada em edificações e passei parte do meu tempo entretida com reformas e projetos), filha se formando, treinando uma nova equipe no restaurante, o ano passou que não deu nem para sentir.

Mas resolvi que vou voltar a escrever. Entre um papo e outro com os clientes, muitos acessam, me enviam mensagens com dúvidas e elogios e pedem para que eu continue com as postagens. A de hoje, escolhi um docinho simples, mas faz bonito nas festinhas…Uma combinação bárbara de coco e morango…se vc ainda não provou, sugiro que experimente…e depois me conte!

 

Ingredientes:

  • 02 latas de leite condensado
  • 100 gramas de coco ralado grosso
  • 01 caixinha de creme de leite (200ml)
  • 02 gemas peneiradas
  • 01 cx de morangos frescos
  • geleia de morango (eu faço a minha, mas vc pode comprar pronta e diluir com um pouco de água no microondas ou fogo baixo até dar uma espessura mais grossa que uma calda) e também é opcional.

Misture em uma panela de fundo grosso o leite condensado, o creme de leite, coco, gemas. Leve ao fogo até ferver, sem parar de mexer. Abaixe o fogo e cozinhe mais um pouco até que engrosse um pouco (cerca de 03 min.), sempre sem parar de mexer, pois o coco é danado para queimar. Desligue o fogo e deixe esfriar

Em tacinhas de acrilico de 40ml, coloque um pouco de geleia cremosa de morango (opcional), o docinho de coco e na hora de servir, corte os morangos frescos em pequenos pedaços e decore as tacinhas.

Dicas:

Vc pode deixar o docinho pronto nas tacinhas e só decorar com os morangos no dia. Eles duram 10 dias na geladeira bem tampados

Para facilitar a colocação do doce em potinhos tão pequenos, utilize o saco de confeitar com o bico perle médio.

Pode-se fazer também somente o beijinho cremoso nos copinhos e cobrir com coco ralado

Para um ponto de enrolar, acrescente 15 gramas de manteiga à receita, e cozinhe até desprender da panela. Deixe esfriar em uma forma, faça as bolinhas e passe em açúcar cristal ou coco ralado fino.

Bjs e até a próxima postagem!

Escrito por Marcia Rosa
11 de dezembro, 2012

Risoto de camarões e aspargos

Categoria: risoto, Sem categoria

Olá pessoal! tanto tempo sem postar nada…posso dizer que este ano não passou…simplesmente se foi…Uma loucura! esta receitinha fiz em casa há algum tempo atrás e não é o tipo de prato que eu sirva no meu restaurante. Quem sabe um dia, se eu tiver um à la carte?

Durante a semana pouco vou a cozinha de casa…às vezes só para preparar uma saladinha (que já trago lavada do restaurante) e olhe lá! Este ano, quase não paramos em casa nos finais de semana….sempre uma festa ou reunião com os amigos….então quando dá certo, quero cozinhar algo fora do trivial. Risoto e massas estão na minha lista dos preferidos e aproveito o que encontro de mais bonito no mercado para compor o jantar. Neste caso, foram aspargos e camarões…que com o toque do limão siciliano ficou tudo divino.

Risoto não tem muita medida, é preciso fazer mais de uma vez para aprender a ponderar as medidas. Como em casa não gostamos de arroz al dente, costumo usar mais liquido que o normal. Não existe certo ou errado, apenas vai de gosto pessoal.

Para este risoto não fiz o caldo, estava com pressa então usei aqueles famosos cubinhos…mas de resto, tudo fresco como mostra a foto….alho poró, cebola roxa, alho e tomates sem pele.

Ingredientes:

  • 03 dentes de alho picado
  • 1/2 cebola picada
  • 01 alho poró picado (parte branca. despreze a parte verde)
  • 300 gramas de camarões médios limpos
  • 01 maço de aspargos frescos
  • 02 xic de chá de arroz arbóreo
  • 01 litro de agua fervente (pode ser um pouco mais, se preferir)
  • 01 cubinho de caldo que preferir (eu usei de legumes)
  • 01 limão siciliano (suco e zestes da casca)
  • parmesão ralado na hora
  • sal, pimenta, azeite, manjericão
  • 30 gramas de manteiga
  • 01 xic de vinho branco seco
  • 01 tomate sem pele e sem semente picado (opcional)

Refogue em um fio de azeite a cebola, o alho, alho poró….acrescente o arroz e deixe fritar. Jogue o vinho branco, deixe evaporar e vá colocando o caldo quente aos poucos, lembrando de mexer sempre para que o arroz libere todo seu amido.

Á parte, refogue os camarões em uma frigideira com azeite. Tempere com sal e pimenta. Reserve e jogue o caldinho que se forma na panela dentro do risoto.

Corte uns 03 cm do caule do aspargo e despreze. Jogue dentro de uma panela com água fervente. Deixe dois minutos e depois retire e coloque em um bowl com água e gelo, para parar o cozimento e deixar uma cor bem verdinha.

Nesta etapa, eu gosto de cortar o caule em pequenos pedaços e manter a parte de cima para enfeitar o prato.

Tempere o seu risotto com sal, pimenta e prove (lembrando que ainda vai o parmesão que é salgado). Quando estiver no ponto do seu paladar, acrescente o camarão refogado, os aspargos, as raspas e o suco do limão siciliano, a manteiga e finalize polvilhando queijo ralado na hora. As folhinhas de manjericão serviram de enfeite e para aromatizar ainda mais o prato. Divino!

NOTAS:

  • Use sempre panela grande e fundo grosso para que possa mexer o arroz com folga.
  • a água deve estar sempre em ponto de fervura
  • usar ingredientes frescos
  • parmesão ralado na hora faz toda diferença
  • não use fogo alto, nem baixo….depois que colocar o caldo, deixe em fogo médio
  • não pare de mexer o arroz.
  • os camarões não devem fritar muito tempo, ou ficarão duros.
  • não troque o limão siciliano por outro….o sabor deste é bem sutil e pouco ácido.

O legal do risotto é que pode-se variar como quiser…já fiz só com aspargos, de funghi secci, de limão siciliano, de salmão, de filé mignon e rúcula, enfim…tudo o que a sua imaginação pedir.

Espero que gostem!

 

 

 

Escrito por Marcia Rosa
9 de junho, 2012

Sobremesa para o dia dos namorados…”sorvete com pera assada e caramelo de gengibre”

Passei a semana pensando em uma sobremesa fácil, mas com um toque exótico para fazer no dia dos namorados. Tive um jantar ontem e foi o teste antes de postá-la aqui. Na verdade a criação se baseia em uma torta que comi com peras, amêndoas e gengibre há muitos anos atrás, feita pelo Emanuel Bassoleil. Tenho a receita da torta, mas queria algo mais prático e por isso utilizei ingredientes parecidos para compor uma sobremesa gelada (só brasileiro não tem costume de tomar sorvete no frio) porém com a pera morna e a calda idem.

O meu amor adorou a composição um tanto exótica, para quem gosta de gengibre, vale a pena….

  • sorvete de creme da marca da sua preferência.
  • amêndoas em lascas a gosto (compra-se laminada e crua…coloque para assar em forno até dourar…uns 10minutos)
  • 02 peras portuguesa doce e firme.
  • 01 colher de sopa de açúcar

Vc vai descascar as peras, cortá=la ao meio, colocar na assadeira e polvilhar o açúcar…eu coloquei também uma pitada de canela em pó, mas vou dispensar da próxima vez, porque as peras ficaram um pouco escuras depois de assadas. Leve ao forno quente 250 graus por uns 15 minutos ou até que espetando uma faca, sinta que a fruta está macia.

Para o caramelo de gengibre:

  • 1/2 xicara de chá de açúcar
  • 250 ml de creme de leite FRESCO ( não serve de lata, nem de caixinha, nem vegetal…)
  • gengibre fresco ralado (usei cerca de 01 colher de chá cheia, mas vai do gosto)

A base deste caramelo é sempre a mesma…queima-se o açúcar até virar um caramelo dourado e joga-se de uma só vez o creme de leite. Cuidado par não se queimar! Não ligue, o açúcar vai endurecer, mas vá mexendo com uma colher em fogo médio e logo verá que ele volta a dissolver no creme de leite. Acrescente o gengibre ralado. Quando tudo estiver bem homogêneo e voltar a ferver, desligue o fogo e passe por uma peneira se achar necessário (o gengibre as vezes é fibroso)

Esta calda depois de fria fica um pouco mais grossa…mas vc pode utilizá-la morna se preferir.

Sirva em um prato a pera assada fatiada, sorvete, calda de gengibre e salpique a amêndoas laminadas. Uma sobremesa que além de fácil, vc pode deixar pronta com antecedência e só aquecer a pera e a calda no micro antes de servir.

Bem é isso, até que este ano pelo menos em datas festivas tenho colocado uma receitinha…;D

 

Escrito por Marcia Rosa
4 de maio, 2012

Pavê de pão de mel

Esta é uma sobremesa que fazemos lá no restaurante e tem clientes cativos….É uma nova versão do pão de mel…apresentado de uma forma diferente. Tenho uma cliente que gosta tanto que encomendou para o comemorar o niver dela. Diria que é muito mais fácil do que fazer o pão de mel, já que não precisa assar em forminhas, nem rechear e banhar um a um….mas recomendo que seje feito quando houver muitas pessoas para comer…ou então, congela-se parte da massa e deixa para montar quando for servir….Ah, sim….este post é em homenagem a querida amiga Akemi, a quem prometi a receita!

Para massa: medida da xicara de chá…200ml

  • 03 ovos inteiros grandes
  • 1/2 xicara açúcar branco
  • 01 xicara de açúcar mascavo
  • 1 1/2 xic. de leite
  • 01 xic de óleo de soja, canola ou milho
  • 01 xic de chocolate em pó (eu uso 50% cacau)…nunca use achocolatado!
  • 01 xic. de mel
  • gotas de essência de baunilha (umas 08 gotas)
  • 01 xcolher de sopa tempero para pão de mel (dificil de encontrar…pode substituir por cravo….neste caso, coloque o leite para ferver, desligue e jogue 01 colher de chá de cravo…abafe até amornar, coe e e use)
  • 04 xic. de farinha de trigo
  • 01 colher de sopa de bicarbonato em pó (este não dá para substituir por nada…)

Coloque os ovos para bater na batedeira junto com os açucares (branco e o mascavo).

Peneire todos os ingredientes secos em um bowl…

Junte todos os ingredientes liquidos em uma jarra ou caneca grande.

Quando os ovos estiverem bem batidos (cerca de 10 minutos na batedeira planetária), vá intercalando a mistura de secos e liquidos em velocidade baixa….até a mistura ficar bem uniforme.

Coloque em uma assadeira retangular grande…(30 x 22cm). Leve para assar em forno pré aquecido 180 graus…uns 25minutos. Teste igual do bolo…com palito, quando sair limpo…está assado

RECHEIO

  • 03 latas de leite condensado cozido por 30 minutos na pressão (contar depois que começa apitar, deixar esfriar completamente antes de abrir, porém não coloque em água fria….deixe resfriar naturalmente para que fique um doce de leite escuro, bem consistente)..errata: a quantidade certa de doce de leite são 03 latas
  • 01 cx de 200 ml de creme de leite (uso de caixinha, mas se quiser, use de lata com soro mesmo)

O leite condensado cozido vai virar um doce de leite escuro que vc vai ter que mexer em um bowl com fouet até ficar cremoso. Acrescente o creme de leite e  reserve.

COBERTURA

  • É uma ganache clássica….chocolate amargo em barra derretido com creme de leite…use 300gr de chocolate + 200ml creme de leite. Leve ao microondas até derreter.

CALDA

  • Eu faço um chá de cravo…com água e açucar a gosto…mas vc pode molhar com o que preferir (pode usar até guaraná)

Montagem…

Esfarele grosseiramente a massa e umedeça com a calda… monte em um pirex grande. :

  • 01 camada de massa (sem apertar)
  • recheio de doce de leite
  • 01 camada de massa
  • ganache de chocolate.

Mantenha na geladeira e consuma em até 05 dias…se durar!

Aqui a minha funcionária fez uma graça com chocolate branco….

Escrito por Marcia Rosa
1 de maio, 2012

Idéias para almoço do dia das mães

Olá pessoal…aproveitando o finalzinho de feriado para postar um almoço que fiz para os 35 convidados “intimos”….(família grande dá nisso, rsrsr)  e acho que vai servir de inspiração para vocês…Ninguém gosta de ficar horas na cozinha preprando tudo, mas nesta data sempre sobra para alguém…Eu mesma sempre sou convidada, mas nunca chego de mãos vazias…acabo sempre levando um bolo da Casinha.

Este cardápio eu não achei difícil de preparar…dá para agilizar tudo um dia antes ou colocar a sogra (como eu fiz, rsrs) para picar tudo…Bem, vamos ao cardápio:

  • entradinhas que podem ser compradas prontas…(amendoins, pães diversos, pastas…)
  • mix de salada verde (compro pré lavadas, folhas diversas e incremento com tomatinhos cerejas, azeitonas pretas, fatias de manga, ou o que sua imaginação pedir)
  • arroz branco
  • farofa de banana
  • moqueca de peixe
  • pirão
  • picanha assada com batatinnhas no azeite e manjericão (quando o cardápio é peixe sempre é bom ter uma carne vermelha…)

Estas batatinhas não dão trabalho algum…é só lavá-las bem, colocar para cozinhar com água e sal até ficarem macias, porém firmes pois ainda irão para o forno…Escorra, regue bastante azeite, polvilhe um pouco de sal e pimenta , alguns dentes de alho sem descascar e leve ao forno até ficarem douradas…se preciso, mexa de vez em quando…Vc poderá fazer este prato um dia antes e no dia acrescente manjericão fresco e tomatinho cerejas. Volte ao forno apenas para aquecer e os tomatinhos murcharem um pouco…

A PICANHA…

  • Escolha uma picanha que tenha uma boa capa de gordura…normalmente, as peças boas pesam entre 1,300 a 1,600kg…
  • sal grosso e papel alumínio

Para cada quilo de carne, eu uso em média uma colher de sopa rasa de SAL GROSSO….Coloque a carne dentro do papel alumínio com a gordura virada para baixo…salpique o sal grosso e embale a picanha. Reembale novamente…feche bem e certifique que não ficou nenhum buraco no pacote. Leve para assar por 03horas em forno baixo…Fique tranquilo, sua picanha não vai queimar…Depois desse tempo é importante sempre a carne “descansar”antes de fatiá-la (uns 10 minutos). Esta picanha vai ficar deliciosa se fatiar fina e aí vc faz com eu fiz…arrume no marinex com as batatinhas…regue um pouco do molho que ficou na assadeira e sirva.

Pois é, eu esqueci de tirar fotos individuais dos pratos…e também não tenho medidas da minha moqueca e a farofa, mas vou passar os meus segredinhos…

  • Para a moqueca um peixe bom e barato…postas de cação (lembre-se que se for comprar congelado, ele NÃO rende, pois perde cerca de 30% de água) ou postas de PANGASSU (peixe importado, de carne branca e sem espinhos) a venda nos grandes supermercados. O abadejo é bom porém mais caro. Nunca utilize peixe tipo merluzão ou pescada (são moles e tem muito espinho)

TEMPEROS QUE USO NA MOQUECA

  • Alho, cebola, tomate sem pele e sem semente (pelo menos 01kg para cada 2kg de peixe)
  • salsão e alho poró (ambos, um talo por cada 02kg de peixe)
  • pimentão vermelho (01 unidade por cada 02kg de peixe)
  • sal, pimenta moida na hora, açafrão (a gosto), azeite para refogar
  • leite de coco (a gosto), coentro, (estes dois ingredientes sempre na finalização do prato)

Modo de preparo…

Pique todos os temperos e deixe tudo separadinho ao lado da panela…(isso pode ser feito de véspera e guarde tudo bem tampado na geladeira). Coloque azeite em uma panela funda e grossa. Refogue começando pela cebola, alho…depois o salsão, alho poró, pimentão vermelho…os tomates….tempere com sal, pimenta e o açafrão.Deixe tudo pegar fervura e então acrescente o peixe.

O peixe deve ser cortado em pedaços grandes e estar descongelado. Se quiser pode temperar com sal…eu não uso limão, mas se quiser…pode.

Tampe a panela e não mexa para que o peixe não se desmanche. Dependendo da espessura da posta vai cozinhar rápido…O ideal são postas não muito finas para não desmanchar.

Você sabe que o peixe está cozido quando a parte interna não ter cor transparente…então corrija o sal, coloque o leite de coco e o coentro. Vc vai perceber que o peixe soltou bastante água e ficou com muito molho…Eu retiro as postas com cuidado, jogo um pouco de molho por cima e aproveito todo caldo que sobrou na panela para o pirão…Neste caso é só acrescentar mais água e jogar farinha de mandioca AOS POUCOS, mexendo bem em fogo baixo. O pirão gostoso fica cremoso, use sempre pouca farinha, ele acaba terminando de engrossar quando esfria.

PARA A FAROFA…

  • usei banana da terra madura…, cebola, manteiga, sal, farinha de mandioca boa (eu tinha uma que trouxe da Bahia e ficou maravilhosa)

Pique a banana, refogue a cebola na manteiga, coloque a banana e acrescente um pouco de água…Deixe que a banana cozinhe um pouco e amoleça….se a água secar, acresente mais um pouco…Coloque a farinha, um pouco de sal…Se quiser, cheiro verde picado e um pouco de castanha de caju picada

As sobremesas foram…bolo de chocolate branco com frutas vermelhas, pavê de pão de mel com doce de leite, frutas e pudim de leite condensado e coco (que já postei por aqui)….Quem sabe não publico a receita do pavê no próximo post, o que vcs acham? bjcas!

 

 

 

 

 

Escrito por Marcia Rosa
30 de março, 2012

Idéias para festa…

Achei uma idéia bastante bacana e barata para colocar em festinhas….faça  vc mesmo um porta petiscos e docinhos com papel de scrap ou cartolina colorida…estas fizemos com a ajuda de minha pequena para uma festa improvisada….A idéia veio da revista Casa e Comida, que tem dicas ótimas para deixar aquela reunião de amigos e familiares com um toque especial.

Aproveitei alguns papeis que tinha em casa para scrapbook, que já vem no tamanho ideal de fazer o que chamam de dobradura de “boca de leão”, lembram-se daquele brinquedinho que se fazia quando criança com papel e abria e fechava?, então….como a mamãe aqui não se lembrava mais como se fazia, pedi a ajuda de minha pequena….rsrsrs. O ideal é usar papel colorido e que seja firme, tipo cartolina ou igual ao meu, de scrap….O legal é misturar cores e utilizar como porta salgadinhos ou porta balinhas….

Outra dica bem legal que vi na mesma revista foi os cubos de gelo decorado e saborizado….Dá para usar a imaginação e deixar feito com antecedência…É só colocar raspinhas ou fatias de limão, amoras, blueberries, folhas de hortelã ou o que sua imaginação quiser, dentro de forminhas de gelo com água filtrada.

Depois coloque dentro de um bowl de vidro transparente e deixe os convidados se servirem. Como no dia da festa estava calor, todos adoraram a idéia para tomar junto de refrigerante e água com gás. Ficou supercharmoso e foi um sucesso!

Escrito por Marcia Rosa
3 de março, 2012

Pipoca doce colorida

Olha só, eu postando novamente em menos de uma semana! isso é novidade por aqui…rsrsrs. Escolhi uma receitinha simples, que a minha tia pegou num desses programas culinários que passam pela manhã na tv. Achei legal a possibidade de brincar com as cores da pipoca…e poder enfeitar uma mesa de aniversário por exemplo!

Aqui foi feito em verde e amarelo, e pode-se deixar pronto de véspera, embalado em saco plástico bem fechado para não murchar…prático, não?

Foto by Rejane Tozaki

 

Ingredientes: use como medida uma xícara de café

  • 02 medidas de milho para pipoca (havia escrito 01 medida, quando o certo são duas!)
  • 02 medidas de açúcar
  • 01 medida de óleo de canola ou o que vc usa em casa (menos azeite, claro)
  • 01 medida de água filtrada
  • corante comestivel a gosto (pode-se usar o líquido ou pó), lembrando sempre que só um pouquinho é o suficiente para colorir.

Coloque tudo numa panela, mexa e leve ao fogo com a panela tampada. Mexa de vez em quando a panela tampada enquanto a pipoca estoura. Pronto! tudo bem simples, fácil, gostoso. Faz a alegria das crianças e dos adultos.

Escrito por Marcia Rosa
Página 1 de 101234510...Última »